História e Desenvolvimento

  • 1940 - 1950

    1940 - 1950

    Ao final dos anos 40, Alfred Tomatis dirigiu os laboratórios acústicos dos arsenais aeronáuticos. Enquanto examinava trabalhadores sofrendo de surdez relacionada ao trabalho, ele notou que as alterações que os ouvidos deles apresentavam eram sempre acompanhadas de alguma deficiência vocal. Ao mesmo tempo, ele também consultou e tratou cantores que tinham problemas vocais. Testando cantores e criando um audiógrafo,ele notou que eles também apresentavam exatamente o mesmo perfil audiométrico que os trabalhadores dos arsenais. Os cantores haviam danificado as suas vozes por danificar os seus ouvidos. Ele rapidamente ressaltou a existência do laço audiovocal,segundo a qual « a voz contém apenas o que o ouvido pode ouvir »

  • 1957 - 1960

    1957 - 1960

    Foi por volta deste tempo que as chamadas «Leis TOMATIS®» foram submetidas à Academia de Ciências de Paris.

    Estas leis estabeleceram a relação entre ouvido e fonação e por extensão, entre a escuta e a comunicação. As suas descobertas levaram Alfred Tomatis a aperfeiçoar um plano pedagógico que possibilitou a restauração permanente da fonação de cantores com deficiências em suas qualidades vocais, Este plano pedagógico baseado no sistema eletrônico de deslocamento de som para estimular o ouvido, foi batizado de «Ouvido Eletrônico».

    Em 1958, o primeiro Ouvido Eletrônico foi apresentado na Exposição de Bruxelas e ganhou a Medalha de Ouro para a pesquisa científica.

  • 1960 - 1970

    1960 - 1970

    A mensagem da análise do som pelo ouvido e o cérebro inclui um dimensão emocional. É isto que nos permite distinguir ouvido de escuta. Desde então, o campo de aplicação do Método TOMATIS® Tem se expandido consideravelmente, isto inclui transtorno emocionais, dificuldades de aprendizagem e problemas de linguagem, além disso, ele descobriu que o aprendizado de línguas estrangeiras, requer a integração da percepção musical (ritmo, sonoridade, timbre etc). Assim foi que em 1960, o Ouvido Eletrônico adquiriu novos parâmetros de ajustamento personalizáveis, dependendo do assunto da problemática.

    Ao mesmo tempo, em 1963, a publicação do primeiro livro de Alfredo Tomatis, “O Ouvido e a Linguagem”, possibilitou a ele de tornar o seu trabalho conhecido de uma público maior.

  • 1970 - 1980

    1970 - 1980

    Durante os anos 70, a clássica condução aérea da audição foi suplementada pela implementação da condução óssea em fones de ouvido, o que permite o aumento da eficácia da transmissão do som e a sua análise no cérebro, Este progresso técnico está acompanhado pelo específico aperfeiçoamento do dispositivo para o teste de escuta (TLTS) como um instrumento de avaliação O TLTS deixa o perfil da escuta ser estabelecido para cada indivíduo.

    No mesmo período, vários trabalhos foram publicados, incluindo o best seller “ Ouvido e a Vida” em 1977. Como um testamento para o sucesso do Método, o centro profissional de treino foi criado e recebeu terapeutas da França, da Suíça, do Canadá, e alguns anos mais tarde, ele se abriu para o mundo todo.

  • 1980 - 1990

    1980 - 1990

    Durante os anos 80, o Método TOMATIS® expandiu-se consideravelmente com a abertura de centros tanto em vários países europeus, como nos Estados Unidos e México.

    Pesquisa e progresso técnico estão constantemente em curso porque o Ouvido Eletrônico está constantemente sendo aperfeiçoado pela integração de novos parâmetros como o delay (retorno auditivo atrasado), precessão, lateralidade e novos filtros.

    Mais uma vez, vários trabalhos foram publicados, como: “O ouvido e a voz”, ”Porque Mozart?“, “Dificuldades Escolares” e “Nove meses no Céu.”

  • 1990 - 2000

    1990 - 2000

    A década de 1990 marcou uma importante virada com a padronização de procedimentos para oferecer uma homogênea aplicação do Método ao redor do mundo. Para garantir a seriedade e a ambição do Método TOMATIS®, uma importante parceria foi criada com o famoso Instituto para a Psicologia e a Patologia do Ouvido em Varsóvia, sob a direção do Professor Skarzynsky.

  • 2000 - 2005

    2000 - 2005

    Entre 2000 e 2005 progressos tecnológicos estiveram no coração da evolução do Método, o qual fazendo a mudança do equipamento de análogo para digital, drástica e dramaticamente melhorou a qualidade do som do aparelho, a sua fiabilidade e precisão. Desde então, a duração dos programas de escuta do Ouvido Eletrônico foi consideravelmente reduzida sem comprometer a sua eficacidade. Alfred Tomatis morreu em 25 de dezembro de 2001 depois de ter dado as rédeas para o seu filho Christian Tomatis e o seu colaborador Thierry Gaujarengues. Eles foram os criadores do TOMATIS DEVELOPPEMENT S.A.

    A associação profissional IARCTC também viu a luz do dia e ao mesmo tempo e trouxe consigo profissionais pelo mundo afora que são treinados com o Método.

  • 2005 - 2010

    2005 - 2010

    Entre 2005 e 2010, a miniaturização dos componentes permitiu o desenvolvimento de um instrumento inovador, conhecido, como SOLISTEN. Este aparelho reproduz fielmente o Efeito TOMATIS® e permite aos pacientes e clientes a possibilidade de fazer as escutas em casa. Ele está disponível entre os terapeutas treinados e qualificados.

    No mesmo período, graças ao financiamento da União Europeia, 220 escolas públicas e privadas foram equipadas com aparelhos para fornecer o Método TOMATIS® e então combater a falência acadêmica.

  • 2010 - 2015

    2010 - 2015

    Desde 2010, mais de 30 sessões de treino são organizadas a cada ano ao redor do mundo. TOMATIS DEVELOPPEMENT S.A está constantemente procurando fazer com que o seu Método seja mais acessível, melhor compreendido e obviamente seja mais eficiente.

1940 2010
web design & development : h2a.lu